✨ NAVEGUE PELAS CATEGORIAS ✨
Blogosfera Cotidiano Livros e Séries Estilo Freebies Inspiração Jogos Música Tech

Aquelas playlist que a gente escuta até riscar o HD.

#Música . 11 de novembro de 2014 . COMENTÁRIOS (14)

Quando banda boa finalmente decide vir para o Brasil, a gente tem mais é que compartilhar, né? O fato é que Kasabian está prometendo visitar o Brasil já faz alguns anos, mas a esperança é a última que morre e sua participação na próxima edição do Lollapalooza está praticamente confirmada :D QUEM VAMOS?

kasabian

Kasabian é um quarteto britânico que mistura indie rock com eletrônico, e começou a se destacar a partir de 2000. A formação atual da banda é composta por Tom Meighan (vocal), Sergio Pizzorno (guitarra/vocal), Chris Edwards (baixo) e Ian Matthews (baterista).

A banda teve uma forte associação com outra banda de rock britância super conhecida, o Oasis, rolavam sempre algumas comparações entre as bandas. Fofoca: O guitarrista Jay Mehler, saiu do Kasabian em 2013 pra participar do Beady Eye, banda do ex-Oasis, Liam Gallagher.

Seu primeiro álbum foi lançado em 2004 e leva o nome da banda, “Kasabian“. Hoje eles já tem cinco álbuns lançados, sendo o último lançado no começo deste ano, 48:13.

kasabian

Dentre os álbuns, “West Ryder Pauper Lunatic Asylum” é meu favorito, lançado em 2009, e que traz hits como Underdog e Fire. Aliás, Fire foi a primeira música que escutei deles, foi dica de um amigo e me lembro bem dele comentar “ouve essa música, depois dela você vai curtir a banda“, dito e feio!

Além dessas, também dou destaque para Club Foot (que faz parte da trilha de jogos como Alan Wake’s American Nightmare e Fifa 13), Shoot the Runner, Velociraptor!, Vlad the Impaler, Re-Wired, La Fée Verte (me lembra Beatles) e o single mais recente Eeh-ez.


#Música . 03 de setembro de 2014 . COMENTÁRIOS (6)

Capital Cities é uma dupla americana de indie pop, formada por Ryan Merchant e Sebu Simonian, e sua jornada começou em 2008, através de um site de anúncios gratuitos, fazendo jingles e deu tão certo que dois anos depois já se definiam como banda e logo em 2011 lançaram o seu primeiro EP.

capitalcities

Seu primeiro single lançado foi “Safe and Sound” e não fez só sucesso nas paradas como também em diversos comerciais da HBO, Microsoft, entre outros. Mas eles mostraram com o álbum “In a Tidal Wave of Mystery”, lançado no ano passado, que não eram banda de um hit só, e que aliás, teve sua capa feita por um brasileiro.

capitalcities_album

Dentre as músicas lançadas, dou destaque pra Safe and Sound, Kangaroo Court (minha preferida), One Minute More, Farah Fawcett Hair e I Sold My Bed, But Not My Stereo, que teve um clipe lançado no começo de agosto.

Eu gosto deles porque suas músicas são super animadas, bem humoradas e fáceis de cantar (e grudar na sua cabeça), eu conheci eles através do Lollapalooza este ano, mas não pude conferir o show deles ao vivo pois era muito cedo, MAS o mundo é lindo e justo, e eles estão voltando pro Brasil no fim do ano pra tocar aqui :D

Mas enquanto eles não vem, a gente pode curtir os últimos clipes lançados, que aliás, são muito criativos! Então afasta a cadeira do PC e vem curtir um pouquinho de Capital Cities!


#Música . 14 de julho de 2014 . COMENTÁRIOS (3)

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Eu nunca fui uma pessoa fanática por bandas/artistas, de saber o nome inteiro, aniversário e CPF, mas sei que me apeguei a algum quando me vejo ouvindo um looping infinito de suas músicas. A primeira vez que eu ouvi minha PRIMEIRA banda favorita foi por conta de um erro meu, na verdade, e foi assim, eu sempre ouvia uma música muito legal no rádio, mas não sabia quem cantava na época, foi difícil pra caramba descobrir quem era essa cantora misteriosa!

Isso aconteceu acho que há mais de 10 anos atrás, em um belo dia que estávamos passeando pela região de Pinheiros/SP e entramos na FNAC, lá tem um andar só de CDs e eu, muito esperta, fui lá dar uma olhada pra ver se achava essa música por lá, eles sempre colocam alguns CDs em displays pra você ouvir. Não sei porque, mas cismei que a música que eu procurava estava no CD das Destiny’s Child, o timbre de voz é parecido e pedi pro meu pai comprar.

Destinys-Child-Survivor

Eu sabia quem elas eram, mas depois de ouvir diversas vezes o CD, percebi que não encontrei a tal música, mas que ganhei diversas outras pra ouvir durante muito tempo e peguei o gosto por decorar coreografias :D Esse CD é sensacional, não sei como ele não riscou quando colocava um looping de Survivor e me fingia de Lara Croft, ou ficava deprê quando tocava Emotions, me sentia uma das Charlie’s Angels ouvindo Independent Woman Part I, e cantando “Bárbara, can you handle this? I don’t think they can handle this!”. Agora me senti obrigada a montar uma playlist pra reviver esta época com uma bônus track:

E é assim que eu acabo gostando de um artista, ouvindo ele despretensiosamente, longe dos hypes. Inclusive, eu normalmente tendo a ignorá-lo, como no caso das Haim que postei aqui, eu só fui ouví-las muitos meses depois. Pena que quando me tornei fã das Destiny’s Child, elas já estavam beirando a separação, o que me deixou meio chatiada, minha época não foi uma boa época para “girlband”, me lembro até de quando descobri as Spice Girls e fiquei maravilhada, até comprei o último CD, Holler, mas logo depois que elas se separaram, foi triste.

Por outro lado, quando Beyoncé voltou a ativa no saltão vermelho desfilando e toda rebolativa, aquilo me deu uma felicidade de vê-la ali, dando continuidade a sua carreira e eu sabia o quão ela era poderosa e ficaria ainda mais. Passei dias e dias da minha adolescência decorando várias coreografias dos seus clipes posteriores e até fiz dança do ventre por causa dela.

E assim foi a primeira vez que ouvi ~sem querer~ minha banda favorita, vocês lembram a de vocês? Pra quem ficou curioso, a música que eu procurei durante anos da minha infância/adolescência era Love Don’t Cost a Thing da J. Lo, tudo a ver, né? Aliás, e que clipe maravilhoso! HAHAHAHA



© 2010 - 2016 Babee. Todos os direitos reservados. Para o topo ▵
© 2010 - 2017 Babee. Todos os direitos reservados.