Blog cinema design etc internet games modaebeleza musica rota pessoal
etc category image

Fancy Goods

Eu conheci a Fancy Goods através de um post no blog da Loma, onde ela contou a experiência dela em comprar na loja online e eu me apaixonei pelos produtos da loja! Até cogitei comprar pela internet também, mas descobri que eles tem uma loja física na Liberdade, e é lógico que eu quis conhecê-la pessoalmente :D

Não tirei fotos dentro da loja, até porque tenho um pouco de vergonha de fazer essas coisas HAHAHAH mas SUPER recomendo a visita pra quem estiver próximo da Liberdade, porque a loja é muito linda e cheia dessas fofurices de papelaria e acessórios, eu fiquei, pelo menos, uma meia hora pra conseguir decidir o que eu compraria/o que eu precisava comprar porque é MUITA COISA!

No fim das contas, me contive e só comprei o que eu realmente sentia falta no meu dia-a-dia, que foi um fone de ouvido, um post-it para mesa e um mouse pad novo (tudo muito fofo, já falei?).

Fancy Goods Fancy Goods

Coincidentemente, estava acontecendo no mesmo dia o 36º Festival Tanabata Matsuri – Festival das Estrelas, onde é celebrado o amor das estrelas Orihime e Hikoboshi, e ele deixa o bairro da Liberdade todo decorado com grandes ramos de bambu com enfeites coloridos de papel que simbolizam as estrelas. Nesses bambus são pendurados os tanzaku, que são pequenos papéis coloridos que as pessoas podem escrever seus pedidos às estrelas.

Tanabata Matsuri Tanabata Matsuri

Esta época do ano é cheia de festivais japoneses, principalmente porque as sakuras (cerejeiras) estão florescendo e sua duração é maravilhosa, mas rápida, minha sorte foi que antes de ter conhecimento da Festa das Cerejeiras no Parque do Carmo, que eu não fui :( eu pude visitei uma região na minha cidade que tem plantado algumas árvores, eu nunca tinha visto de perto, elas são extremamente lindas!

sakura

sakura sakura

Este post não é um publieditorial, só estou compartilhando uma loja bacana com vocês <3 E se vocês gostaram, podem conhecer mais sobre a Fancy Goods acessando a loja virtual ou a página no Facebook.

assinatura

Abelha rainha, designer nas horas ocupadas e gamer nas horas vagas, blogueira roots, pseudo-ruiva e mestre jedi em ruivices.


(4) comente!



jogos category image

Hohokum

Hohokum é um jogo indie lindinho que foi desenvolvido pela Honeyslug em parceria com Richard Hogg. Nele, você assume o papel de uma criatura, que é uma espécie de serpente voadora, chamada Long Mover e a ideia do jogo é muito simples, que o jogador explore todo o cenário de Hohokum, que é extremamente fofo e colorido, e que conheça todas as suas criaturas, que inclusive me lembram muito os personagens da Hora da Aventura.

Hohokum

Hohokum

Hohokum

Ou seja, sem missões, sem HP, afinal, você não vai morrer! E também não será preciso salvar este mundo, pois nele você terá toda a liberdade de explorá-lo, e se quiser, também poderá fazer alguns puzzles que espalhados pelo cenário.

Estou gostando bastante de jogos indie, porque a graça deles é justamente essa despretensão de ter desenvolver algo pro mercado, é como se dividissemos os desenvolvedores de games em duas equipes, uma trabalha pra ganhar dinheiro e outra que trabalha com aquilo que ama, e eles se encaixam nos que trabalham por amor (óun!). Na maioria dos jogos que eu já joguei, como Limbo, Gone Home, Child of Light, Papers, Please, FEZ, entre outros, você consegue perceber que é uma experiência é totalmente diferente, você consegue explorar o jogo de diversas maneiras criativas, e seu poder de imersão é sempre maior e único, porque as histórias são mais elaboradas.

Hohokum é um jogo exclusivo da Sony e seu lançamento está previsto para 12 de agosto na PSN para PlayStation 3, 4 e Vita, e o jogo já está disponível para download.

assinatura

Abelha rainha, designer nas horas ocupadas e gamer nas horas vagas, blogueira roots, pseudo-ruiva e mestre jedi em ruivices.


(4) comente!



rotaroots category image

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Julho ainda é o mês das férias pra alguns de nós, pelo menos pra mim, então nada como pensar em viagens que faríamos se tivéssemos ganhado na loteria, até porque pensar ainda é de graça, né? Então a galera do Rotaroots perguntou que lugares eu iria se fosse ryca, e depois de analisar o Google Street View, eis minha listinha:

Amsterdã (Holanda)

Holanda

Depois de tantos posts citando a Holanda, seria até meio irônico ela não aparecer aqui, né? Famosa pelos campos de flores e coffeeshops, seus canais e a tranquilidade de poder aderir á bicicleta como veículo de transporte. Depois de começar a namorar e receber toda a influência do meu namorado AND uma de minhas amigas mais lindas ter se mudado pra lá, minha vontade de conhecer a Holanda só aumentou.

Holambra (Brasil)

Holambra

Temos uma réplica holandesa aqui mesmo em São Paulo, próximo a Campinas, tida como cidade turística, aonde também é cultivado milhares de tulipas e ainda preserva construções típicas e a cultura holandesa na região.

Nova Zelândia

Nova Zelândia

Desde a primeira vez que vi o filme Senhor dos Anéis, me apaixonei pela paisagem da Nova Zelândia. Lá no verão tem uma temperatura bem parecida com o Brasil, mas no inverno é beeem gelado, repleto de montanhas, praias e vulcões, muitos extremos! hahahaCom certeza é um dos países que farei questão de conhecer sem pressa.

Veneza (Itália)

Veneza

Pensar em Veneza, é associar rapidamente ao amor, como sempre é retratada nos filmes, e de fato, ela é mesmo uma cidade linda pra fazer uma viagem mais romântica :3

Eu nunca viajei pra fora do Brasil, mas viajando por aqui, já pude conhecer várias cidades, só não fui até o nordeste porque é muito quente :( Foi bem difícil separar quais lugares eu visitaria, porque a cada momento eu invento de visitar algum lugar diferente, por conta dos preços ou do tempo, mas não podemos negar que viajar é uma das coisas mais gostosas de se fazer e não há dinheiro que compense a experiência de conhecer novas culturas.

E você? Qual lugar você tem muita vontade ou já teve a oportunidade de conhecer? Já conheceu algum destes lugares? Então me conta como foi :D

assinatura

Abelha rainha, designer nas horas ocupadas e gamer nas horas vagas, blogueira roots, pseudo-ruiva e mestre jedi em ruivices.


(8) comente!



rotaroots category image

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Estamos mesmo no inverno? HAHAHAH Confesso que nunca fui fã de tempo frio, mas depois do nosso último verão, contava os dias pra que ele viesse trazendo mais frescor aos nossos dias, porque frio frio mesmo, não tá tendo, né? De qualquer forma, vou dizer como eu estou curtindo meus dias invernais :D

HIBERNAR

Sim, porque essa é a época de dormir muito porque é bom, é gostoso, você fica quentinho.

GORDICES

Porque antes de hibernar, precisamos deixar a barriga quentinha e cheinha, e não tem época que dá mais fome, ô desgraça! Pra vocês que conseguem fazer dieta pro verão, fica aqui minha admiração, pra você que não consegue, fica aqui o meu abraço <3

OVERDOSE GAMER

Já que estamos de férias, eu estou da faculdade, algumas da escola, outras do trabalho, nada melhor que aproveitar a calmaria pra descer lenha em um joystick ou teclado, mas não pode ficar vesgo, ok?

LIQUIDAÇÃO

Essa é a época perfeita pra você rastrear as promoções das lojas, toda semana tem alguma promoção boa, até de games já tivemos esses dias, então fica ligadinho!

NAMORAAAAAR

Pra quem tem namoradinho/a, é melhor época pra namorar, ficar juntinho, mimimi <3 MAS pra quem não tem, também é uma ótima época pra sair com a família, com os amigos, agarrar seu bichinho de estimação, enfim!

E você, gosta do inverno? Faz alguma coisa diferente das que eu faço? Me conta :D

assinatura

Abelha rainha, designer nas horas ocupadas e gamer nas horas vagas, blogueira roots, pseudo-ruiva e mestre jedi em ruivices.


(22) comente!



rotaroots category image

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Eu nunca fui uma pessoa fanática por bandas/artistas, de saber o nome inteiro, aniversário e CPF, mas sei que me apeguei a algum quando me vejo ouvindo um looping infinito de suas músicas. A primeira vez que eu ouvi minha PRIMEIRA banda favorita foi por conta de um erro meu, na verdade, e foi assim, eu sempre ouvia uma música muito legal no rádio, mas não sabia quem cantava na época, foi difícil pra caramba descobrir quem era essa cantora misteriosa!

Isso aconteceu acho que há mais de 10 anos atrás, em um belo dia que estávamos passeando pela região de Pinheiros/SP e entramos na FNAC, lá tem um andar só de CDs e eu, muito esperta, fui lá dar uma olhada pra ver se achava essa música por lá, eles sempre colocam alguns CDs em displays pra você ouvir. Não sei porque, mas cismei que a música que eu procurava estava no CD das Destiny’s Child, o timbre de voz é parecido e pedi pro meu pai comprar.

Destinys-Child-Survivor

Eu sabia quem elas eram, mas depois de ouvir diversas vezes o CD, percebi que não encontrei a tal música, mas que ganhei diversas outras pra ouvir durante muito tempo e peguei o gosto por decorar coreografias :D Esse CD é sensacional, não sei como ele não riscou quando colocava um looping de Survivor e me fingia de Lara Croft, ou ficava deprê quando tocava Emotions, me sentia uma das Charlie’s Angels ouvindo Independent Woman Part I, e cantando “Bárbara, can you handle this? I don’t think they can handle this!”. Agora me senti obrigada a montar uma playlist pra reviver esta época com uma bônus track:

E é assim que eu acabo gostando de um artista, ouvindo ele despretensiosamente, longe dos hypes. Inclusive, eu normalmente tendo a ignorá-lo, como no caso das Haim que postei aqui, eu só fui ouví-las muitos meses depois. Pena que quando me tornei fã das Destiny’s Child, elas já estavam beirando a separação, o que me deixou meio chatiada, minha época não foi uma boa época para “girlband”, me lembro até de quando descobri as Spice Girls e fiquei maravilhada, até comprei o último CD, Holler, mas logo depois que elas se separaram, foi triste.

Por outro lado, quando Beyoncé voltou a ativa no saltão vermelho desfilando e toda rebolativa, aquilo me deu uma felicidade de vê-la ali, dando continuidade a sua carreira e eu sabia o quão ela era poderosa e ficaria ainda mais. Passei dias e dias da minha adolescência decorando várias coreografias dos seus clipes posteriores e até fiz dança do ventre por causa dela.

E assim foi a primeira vez que ouvi ~sem querer~ minha banda favorita, vocês lembram a de vocês? Pra quem ficou curioso, a música que eu procurei durante anos da minha infância/adolescência era Love Don’t Cost a Thing da J. Lo, tudo a ver, né? Aliás, e que clipe maravilhoso! HAHAHAHA

assinatura

Abelha rainha, designer nas horas ocupadas e gamer nas horas vagas, blogueira roots, pseudo-ruiva e mestre jedi em ruivices.


(3) comente!













BABEE.COM.BR © Design e desenvolvimento por Bárbara Pedrosa