pessoal category image

Vi muitos posts com retrospectivas, adorei a idéia e decidi fazer uma resumida aqui com os eventos mais ~marcantes~ de 2012 também. Vejo muita gente postando “Ai, 2012, vai embora, já vai tarde, mimimi…” e seria muita ingratidão da minha parte se eu falasse que não foi um ano bom, pois a maior parte dele foi ma-ra-vi-lho-sa, em vários aspectos <3 No fim, o mundo não acabou, e o que te sobrou pra contar?

O ano novo  já começou ao lado de algumas bandas e amigos que eu gosto muito, foi uma bagunça daoríssima! Também inaugurei o saldo de rolês á São Paulo, conheci uma festa nova e de quebra, matei saudade de dois amigos queridíssimos que se tornaram muito mais presentes na minha vida ao longo do ano :D Aliás, cadê as fotos desse dia??? HAHAHAHAHA Fechei o mês com um dos melhores presentes que ganhei na minha vida, adotei a minha cachorra, graças a Vicky <333

Em fevereiro, a Vicky me convidou, para conhecer e prestigiá-la em seu novo projeto, o Be8, o evento foi muito gostoso, tinham muitas blogueiras que eu já conhecia e outras que acabei conhecendo a partir dali, e de quebra, ganhamos muitos mimos!

b

No mês de março, eu decidi acertar o tom do meu cabelo com um profissional muito foda, o Rodrigo Castellari, finalmente atingi o tão sonhado ruivo “natural” e desde então, estou muito mais feliz com meu cabelo :D Não só com o meu cabelo, mas num geral, 2012 foi o ano que mais me senti segura e melhor comigo mesma, ao mesmo tempo que me cuido muito mais, amadureci e também cresci, me tornei mais independente, flexível e forte, o bastante pra desapegar de tudo o aquilo que já não me fortalecia :)

fotos3

De abril até julho, foi aquela famosa época de stress da faculdade, então dei um tempo nas party hard porque vida de universitária é coisa séria! Maaaaas, não foi uma época que vai passar batida assim, eu recebi um convite da Boticário/Vicky para conferir a SPFW de pertinho, nunca tinha ido e eu adorei a oportunidade de conhecer o evento, e de quebra, ainda ganhei uma maquiagem muiiiito linda do stand! No final de julho, eu iniciei um projeto pessoal, o Ruivices, com ele veio a página no Facebook e o grupo interno de discussão, ainda não consegui torná-lo um blog, como pretendia desde o começo, mas quem sabe fica como meta pro ano que vem, né?
A partir de agosto, toda a rotina noturna voltou e uma das coisas que mais gostei este ano, é que além de ter conhecido diversos lugares, eu acabei conhecendo muitas pessoas diferentes e fazendo amizades muito especiais <3 Em setembro, eu acabei mudando totalmente minha rotina profissional, e agora sou home office (41 M3U D3U$ C0M0 É B0M $2R H0M3 0FF1C3)! E com isso pude me dedicar em outros projetos meus e focar mais na minha faculdade também.

fotos4

Um dos planos mais bem bolados (claro que a Vicky estava envolvida nisso! HAHA) durante o ano inteiro foi: A entrega do vestido da Adrika, que depois de tanto tempo, finalmente recebeu o tão aguardado vestido de noiva para finalmente dizer “SIM!”. Me diverti muito com essa surpresa, e finalmente pude conhecer outra blogueira que eu gosto muito, a Angel!

fotos5

Quando eu comento sobre amizades e pessoas que conheci, acabo sendo um pouco superficial mas uma das coisas que aprendi a não temer em 2012 foi o desapego, eu vim de 2011 um pouco insegura, com aquele medo de perder pessoas queridas, mas ás vezes precisamos saber ceder pois há sempre coisas melhores por vir, melhores para o momento em que vivemos. Eu abri mão de muitas companhias que já não me agregavam mais e aproveitei todas as oportunidades que tive este ano para conhecer outras pessoas tão maravilhosas quanto, e aprendi muito com a maioria delas <3 Uma vez me disseram que a vida é como um trem, algumas pessoas entram, outras saem, algumas ficam por bastante tempo e outras passam depressa, temos que saber aproveitar a passagem de cada uma delas. Em outubro/novembro, eu finalmente tive minhas férias!!!!!!!!!11111 E de quebra, pude conhecer a Editora Abril e a Revista Capricho, que era uma vontade que eu tinha de anos atrás :D

fotos6

Por fim, terminei o ano debutando novamente, comemorei meu aniversário em duas festas daoríssimas feitas por amigos, e em uma delas, eu finalmente pude conhecer a musa suprema da ruivice paulista: Paula <3 Mais uma blogueira que quero ver sempre, super querida e linda! Quero deixar um beijo enorme a todo mundo que apareceu neste post e que ninguém me processe por isso, e a todos que fizeram parte do meu ano, eu amo todos vocês e quero que possamos passar muitos mais momentos juntos, como foi em 2012, vocês são demais <3 E eu desejo que 2013 seja tão bom quanto 2012, só que melhor, pra mim e pra todos vocês! Que além de desejos, temos força e determinação para atingir todos os novos objetivos, aproveite o ano pra se dar uma nova chance de acertar, mas não espere mais pelos anos novos para pôr isto em prática, faça isso diariamente ;) PAS E LUS!


Postado em 31/12/12
12 comentários

Compartilhar no Google+






musica category image

Eis que uma das minhas artistas preferidas, A Fine Frenzy (já fiz um post sobre ela aqui), lança seu terceiro álbum este ano, Pines. O nome surgiu depois que Alison assistiu ao curta Hedgehog in the Fog e procurou trabalhar o álbum em cima desta mensagem.

Inicialmente, Pines conta uma história de uma árvore, mas é claro que a mensagem vai muito mais além, o álbum aborda em suas músicas algumas situações que todos nós enfrentamos na vida, aonde procuramos conhecer novos caminhos e isso acaba repercurtindo em nosso crescimento pessoal, podemos notar isso até pela própria mudança deste álbum para o anterior, Bomb In A Birdcage.

Ela já lançou dois singles, com melodias bem diferentes, o primeiro é “Avalanches“, mais calma e melancólica, e o segundo, que por enquanto é o meu preferido, “Now Is The Start“, é mais divertida e animada.

O clipe deixou mais em evidencia o que eu já comentava, sempre achei o trabalho da Alison muito parecido com Owl City, ambos fofos e bem elaborados, tanto que este clipe me remeteu ao “Fireflies“.

Mas voltando ao álbum, o que eu mais gostei até agora é que lançaram versões dos singles em clipes tipográficos também, tanto de Avalanches quanto Now Is The Start, eu adoro estas outras interpretações das músicas, até porque tem uma pegada mais voltada pro design e são mais simples do que os clipes convencionais, porém, não menos expressivos.


Postado em 18/11/12
8 comentários

Compartilhar no Google+






cinema category image

Mais um filme de zumbis, para a alegria ou tristeza da nação humana não-contaminada, Guerra Mundial Z (World War Z) é baseado no livro de Max Brooks, onde relata uma guerra contra (o mesmo “causo” de sempre) humanos que se contaminaram e viraram zumbis após morrerem.

A trama traz como protagonista ninguém menos que Brad Pitt (Gerry Lane), que é um oficial da ONU que lidera essa guerra contra hordas loucas de zumbis pra proteger sua família. Além de Brad, temos Mireille Enos, Ed Harris, Matthew Fox (Lost), Julia Levy-Boeken, David Morse e Anthony Mackie, e Marc Foster (Quantum of Solace), o responsável pela direção.

O primeiro trailer já foi divulgado pela Paramount, e eu achei ele bem diferente dos filmes com o mesmo tema, os zumbis de Guerra Mundial Z estão muito mais ofensivos do que em qualquer outro filme que eu já vi. O meu medo em relação a ele, é que isso acabe deixando o filme muito superficial em relação aos efeitos mas dá uma conferida e me diz o que vocês acharam!

O filme passou por uma série de problemas, com refilmagens significativas e troca constante de roteiristas, mas estreia em 21 de junho nos EUA e em 28 de junho no Brasil.


Postado em 09/11/12
6 comentários

Compartilhar no Google+






musica category image

Este ano eu tive oportunidade de discotecar em uma festa da qual a temática era irlandesa (I Miss St. Patrick’s), então foi em busca de repertório irlandês com a ajuda de amigos, e nessa busca acabei me deparando com uma banda que eu gostei muito e tenho escutado quase todo dia, conheçam Two Door Cinema Club.

Formada em 2007 e composta pelo trio Sam Halliday, Alex Trimble e Kevin Baird (respectivamente da foto), complementam a cena britânica do indie rock. Após lançarem “Something Good Can Work” na internet, em 2009, a banda assinou com a gravadora e lançadaram o álbum de estréia da banda, Tourist History, em 2010, que é o meu preferido. Talvez o que tenha me atraído mais deve-se ao fato de que todas as músicas do álbum, até as mais calmas, são dançantes, dando destaques para “What You Know”, “Cigarettes In The Theatre”, “I Can Talk” e “Undercover Martyn” (vídeo abaixo), mas se puderem, ouçam o álbum inteiro que é sensacional!

Este ano foi lançado o segundo álbum deles, Beacon, onde já podemos notar o amadurecimento da banda, com um pouco de mudança no ritmo das músicas e letras mais trabalhadas. Dou destaque para “Sleep Alone”, que é a minha preferida e “Sun”, que teve o clipe lançado recentemente. Todas as músicas citadas no post possuem seus respectivos links para vocês ouvirem e depois me digam se gostaram :D

Quero manter a mesma linha da tag Music Monday que comecei há alguns meses e parei, só que agora mais detalhado e com artistas “novos” que acabo conhecendo por aí! Se vocês também gostam de música, podem me encontrar o Last.fm, fiz outra conta por lá!


Postado em 05/11/12
2 comentários

Compartilhar no Google+






jogos category image

Alan Wake é ação em terceira pessoa, aonde você joga como o próprio. Alan é um escritor de bestsellers de horror psicológico, que não escrevia livros há alguns anos e decidiu tirar férias com a sua esposa Alice em um lugar muito bonito, por sinal, chamado Bright Falls.

Apesar de bonito, o lugar é marcado por algumas lendas urbanas e eventos sobrenaturais, tendo que ligar com o recente desaparecimento misterioso de Alice e, ao mesmo tempo, começa a vivenciar os eventos de seu último livro que ele não lembra de ter escrito.

Muita treta! O cara que botava medo em seus leitores com suas histórias, agora virou seu próprio protagonista e encara tudo isso sozinho, num mix de pesadelo e realidade, vividos na maior parte do tempo durante a noite, na escuridão, somente uma lanterna pra se proteger.

Alan Wake é dividido em seis capítulos, como um livro mesmo, eu já joguei três deles, mas a história pode continuada com mais dois disponíveis via download por aí.

A história do jogo vai ficando densa a medida que os eventos vão acontecendo e isso torna o jogo ainda mais interessante, e com isso, vem sempre flashs de Bright Falls mostrando um dos pontos mais fortes do jogo que são os gráficos sensacionais, aliás, a interação com o cenário foi bem explorada com o uso de puzzles.

Mas a jogabilidade. pelo menos com relação aos inimigos, ás vezes fica entediante porque não varia muito e o que realmente salva é o fato de você nunca esperar o que realmente pode se tornar um inimigo mesmo. Mas o jogo é ótimo, pra mim que sou bem medrosa até que estou aguentando firme e forte, e você, já jogou ou ficou com vontade de encarar os pesadelos do Alan também?


Postado em 30/10/12
1 comentário

Compartilhar no Google+
















Babee.com.br                                      Copyright © 2010 - 2014                                      Todos os direitos reservados.